Coaching: Possibilidades e Limites

Coaching: Possibilidades e Limites
 
Segundo Elena Espinhal: “O Coaching surgiu de uma busca por encontrar, de uma forma mais rápida, uma resposta que não tenha a ver com “consertar o passado”, senão com poder criar algo (novo) que até agora não foi possível”. “Para que se possa olhar o futuro, não como uma continuação do passado, mas como um espaço de criação.”
 
O Coaching sempre se dirige ao futuro, ampliando a maneira de ver o mundo e gerando novas formas de comunicar-se e relacionar-se. Embora não “conserte o passado”, trabalha com as emoções e os estados de ânimo – formados por varias emoções -, que estão ai presentes definindo como interpretamos e respondemos as situações, abrindo ou fechando espaços de possibilidades. Os estados de ânimo positivos ou negativos impactam a criação de nosso futuro, portanto precisam ser trabalhados.
 
O coach não dá opiniões ou conselhos, e através de perguntas inteligentes e criativas e diversas ferramentas leva o coachee a um espaço de liberdade de pensar, ser e fazer, onde pode reencontrar seu poder pessoal, estando totalmente presente e confiando em si mesmo.
 
O coach não necessita ser um experto no tema trazido pelo coachee, porque seu trabalho é estimular o outro em sua maneira de pensar e encontrar “sua nova resposta”.
O processo de coaching pode ser aplicado a qualquer área da vida: pessoal, profissional, familiar, de negócios, de relações, de saúde, de bem-estar.
 
O compromisso de alcançar um objetivo é do coachee. O compromisso do coach é de acompanhar, apoiar, respeitar e utilizar toda a sua capacidade e experiência em ajudar o coachee a fazer contato e expressar todo seu potencial para alcançar seus objetivos.
 
Berenice Kuenerz
 
#novasperspectivas #renovação #coaching #mindfulness #desafios #stress #saude #berenicekuenerz