FENG SHUI

Novas dicas de Tânia Muniz sobre Feng Shui

O Feng Shui orienta com principios, mas a escolha do que colocar na casa fica a critério do decorador, arquiteto e da própria pessoa.Não existe um modelo do que seria correto, cada um tem suas próprias escolhas, de acordo com a cultura, estória de vida, simbolos e etc. È por isso que a casa reflete as áreas da vida da pessoa que lá vive.

Aqui vão algumas fotos de quartos por serem o lugar mais importante da casa – passamos um terço da nossa vida lá.

No quarto de casal 1:

Tem cores do elemento metal (branco e cinza)-o que o torna frio -para “aquecer” um pouco o ambiente, foram introduzidas almofadas e flores vermelhas -do elemento Fogo (aquece o Metal e traz sensualidade para o ambiente).

No  quarto 2:

Também predomina o elemento Metal, sendo todo na cor branca. Neste caso, sem nenhum Fogo, o ambiente é gélido.

Quarto vermelho:

Neste quarto vermelho, já temos um excesso de Fogo, prejudicando o sono de quem dorme ali.

Quarto teto inclinado:

O quarto com teto inclinado em cima da cama, prejudica muito o sono e a saúde de quem dorme, pois, a energia chi não flui como deveria.

Quarto de bebê:

Um quarto de bebe com uma cor inteiramente inadequada! O laranja é uma cor energética demais (Fogo e Terra) para quarto de criança. É uma cor para sala de ginática.

Espero que lhes sejam úteis. Boa Sorte!
Tânia Muniz.

Tânia Ferreira, consultora de Feng Shui

Arquiteta e Urbanista pela UFRJ e Mestre pela London University. Especializou-se em Feng Shui com o Llama Budista Tibetano A. Arto e em cursos da Feng Shui Network International, Holistic Environmental Engineering Ltd. e da School of Feng Shui, sediadas na Inglaterra. e-mail: tmferreira@terra.com.br

FENG SHUI

Arte-ciência milenar chinesa, o Feng Shui – que significa vento e água em chinês – constituiu um instrumento indispensável para a criação de um ambiente harmonioso. Frutos de 5 mil anos de observação da natureza pelo homem, seus princípios orientam desde a localização de prédios e o planejamento de cidades até a organização interna de uma residência, incorporando conceitos da física quântica, da eco-arquitetura e da psicologia ambiental. Quando aplicados, esses princípios criam harmonia entre as pessoas e o seu ambiente. A busca do Feng Shui indica a intenção, por parte de uma pessoa, de promover mudanças em sua vida, pois a disposição dos elementos (móveis, quadros, fotos, etc.) de uma casa, sua forma e localização refletem aspectos relacionados à prosperidade, relacionamentos, saúde, família, trabalho, sucesso, autoconhecimento e criatividade.

Dicas Práticas:

 Antes de aplicar as recomendações sugeridas pelo Feng Shui, faça uma limpeza geral na casa;

 A entrada da casa deve ser completamente livre, sem qualquer obstrução;

 Evite extremidades pontiagudas e arestas em móveis e objetos;

 Se houver vigas no teto, não se sente ou durma debaixo delas; não se sente de costas para portas;

 Conserte os vazamentos (inclusive torneiras pingando) assim que descobrir que estão ocorrendo;

 Mantenha as portas de banheiros fechadas, as tampas dos vasos abaixadas e os ralos cobertos;

 A cama deve ter cabeceira, uma parede atrás dela e sem espelho para refleti-la;

 Cuidado com o que é duplicado pelos espelhos – contas a pagar e remédios não devem ter suas imagens refletidas;

 Cuidado com aparelhos elétricos no quarto de dormir e com antenas de celulares, redes de alta tensão e transformadores que existam nos arredores;

 Plantas são elementos de cura do Feng Shui e indicadoras da energia da casa. Evite, na entrada da casa, as que tenham espinhos ou folhas pontiagudas.