PREPARANDO-SE PARA UM NOVO COMEÇO

“Deixe para trás o que não serve mais. Respire profundamente, deixando uma nova energia penetrar em cada molécula do seu Ser. Deixe entrar a Vida, a renovação. Deixe a Vida dançar em você, enquanto você dança a Vida.”

Falamos, muitas vezes, o quanto estamos ansiosos para começar o novo ano, deixar para trás o anterior, para tudo melhorar, ser diferente…como se isso fosse um milagre.

Como podemos nos preparar para um novo começo com a velha mala cheia de coisas inúteis ou inapropriadas?

Isso me lembra de todas as vezes que faço uma mala. Minha intenção é sempre ótima. Penso em fazer uma mala super otimizada, levando o mínimo para ter espaço para novas aquisições. Quando a mala está pronta, tenho sempre a sensação que a coisa não foi muito bem. Quando chego ao destino tenho a certeza que de fato não foi. Inúmeras roupas e sapatos levados nem são usados, outros importantes foram deixados, e não sobrou espaço para as projetadas aquisições. Ao longo dos anos melhorou, mas ainda falta bastante.

“Coincidentemente” recebi do Integral Institute um material sobre o livro da Dra. Karen Wyatt, “What Really Maters – 7 lessons for living” ( O  que realmente importa – 7 lições para viver ). O material consiste em uma conversa entre Ken Wilber e a autora.

Achei que tinha tudo a ver com a questão: “O que levarei na minha mala para 2013?” Como não sou boa fazedora de malas, li com a maior atenção e selecionei colocações feitas por Ken Wilber sobre cada uma das 7 lições. Logo de inicio Ken coloca aquela verdade tão simples e tão facilmente esquecida por todos nós: prestamos atenção em muitos detalhes, mas pensamos pouco sobre o que é essencial.

O que será essencial levar na mala para a viagem de 12 meses em 2013????

Então vamos lá…

Primeira Lição: É sobre o sofrimento : Abrace suas dificuldades.

Ken diz que nada na vida é um erro. Não existe algo “que não deveria ter acontecido”.

“Como isso está acontecendo?” “Não acredito!” Risque essas frases de seu dicionário habitual. Nenhum verdadeiro guerreiro tenta cair fora da batalha alegando que não é para ele.

Segundo Ken, devemos incluir e reconhecer que cada evento de nossa vida é perfeito. É exatamente o que precisamos para crescer. Isso significa não lamentar nada. Aproveitar cada situação e crescer nela, desenvolvendo auto-conhecimento, novas habilidades ou treinando e aperfeiçoando as já existentes.

Desse modo, coloquei em minha mala essa compreensão e a determinação de acolher o que a vida me trouxer, para crescer no enorme potencial que cada dificuldade traz.

Segunda Lição: É sobre o amor: Deixe seu coração ser partido.

Segundo Ken, a natureza do verdadeiro amor não é estar em êxtase ouvindo musicas celestiais, mas manter o coração aberto para doçuras e sombras. O coração tem que ser quebrado para experimentar toda a sua força e luz. Muitos sentimentos, como por exemplo a compaixão, surgem através de uma dor. Estamos acostumados com “o amor romântico que o cinema imortalizou. Mas o verdadeiro amor está alem do amor romântico”. Ken acrescenta que estamos sempre “esperando o amor”, mas ele já está “aqui”. Aqui dentro de nós.

Quando quebramos o coração, quebramos defesas, muros, blindagens em nós, que de alguma forma nos impedem de amar, porque temos medo de dores do amor. Dessa forma, nos fechamos a muitas possibilidades. Quando soltamos certas defesas, nossa vida se abre em possibilidades, porque, como diz Ken, tudo é possível quando o amor está presente. Queremos amar e ser amados, mas não ser tocados por nenhuma dor.

Como dizia o Guru Adi Da, devemos aceitar esse desafio, para verdadeiramente experimentar o amor.

Como nada, realmente significativo e profundo, se faz através de mágica, mas com pelo menos algum esforço e determinação, coloquei na minha mala para 2013 a clara e destemida intenção de soltar as defesas do meu coração. Afinal…se não agora, quando então?

Terceira lição: É sobre o Perdão: Esqueça todos os ressentimentos.

Ressentimento é um tema muito complexo. Mas posso me propor seriamente a caminhar nessa direção. Decidir processar o perdão já é parte do caminho. Uma vez que compreendo sua importância, não apenas para o outro, mas especialmente para mim mesmo, porque não empreender esse esforço consciente?

O perdão tem um efeito físico, emocional, mental e espiritual, como explica Ken. Toda a energia usada na manutenção do ressentimento é liberada, podendo ser melhor aproveitada na direção do bem estar e da expansão.

Acreditem, o ressentimento nos contrai, limita, resseca e enfeia. Procure se olhar no espelho quando o experimentar…ficará surpreso e assustado. Soltar o ressentimento equivale a uma libertação, e o efeito é imediato.

Segundo Ken, quando você ama uma pessoa, a lição importante a ser aprendida é: não “segure” nenhum ressentimento. Porque a única maneira de continuar a amar é esquecer. O perdão é uma etapa da cura no coração partido.

Temos apego ao acontecimento que nos causou dor, porque dessa forma temos uma “autorização para a revanche”. Mantemos uma carta de credito na mão, é um trunfo.

Depois desse mergulho nas agruras do ressentimento, não tive duvidas, coloquei firmemente em minha mala o “projeto esquecimento de ressentimentos”.

Quarta Lição: É sobre o Paraíso: O Paraíso habita o momento presente.

Nessa lição, a técnica é colocar a atenção na energia de cada momento. Como Ken diz, o Paraíso é o espaço entre o passado e o futuro.

O que observo é que, quando estamos com nossa atenção voltada para o passado ou para o futuro, muitos espaços em nós são ocupados por poeira psíquica ou energia estagnada. Perdemos a vitalidade que existe na preciosidade de cada instante.Tudo seria infinitamente mais fácil se pudéssemos estar apenas em cada agora. Que teimosia a nossa!!! Olhamos o óbvio todo o tempo, mas insistimos no que todos os entendidos já ensinaram que não funciona… Tolamente continuamos apostando todas as fichas no próximo momento que “chegará” trazendo toda a felicidade esperada.

Em meio a essas reflexões, confesso que já antigas, coloquei em minha mala, com todo o cuidado possível, o precioso e indispensável momento presente, porque em algum lugar dentro de mim, apesar de toda as minhas escorregadelas, tenho a certeza absoluta que é onde estão todas as possibilidades da vida.

Quinta Lição: É sobre o Propósito: Manifestar o seu mais alto potencial.

Para muitos entre nós é difícil perceber com clareza um propósito, uma missão na vida. Aquilo que, de alguma forma, nos dá um sentido. Nos dá entusiasmo ou preenche de satisfação nosso coração. Para mim, um dos piores desconfortos que podemos experimentar, é o de não conseguir colocar em ação na vida o potencial que trazemos dentro de nós.

Ken diz que planejar ou pensar muito não adianta, porque o verdadeiro propósito aparece no espaço entre os pensamentos. No silencio que também nos habita. Que não há um guia ou um mapa para isso. É necessário escutar.

E, para uma boa escuta, o barulho atrapalha. Vivemos na maior parte do tempo envoltos em diferentes ruídos. Os externos e os internos, vindos do turbilhão de nossos pensamentos e de seus inconstantes movimentos entre o passado e o futuro.

O silencio depende de viver suspenso entre o passado e o futuro, como disse Ken. Quando se está no momento presente, e nossa energia está disponível espontaneamente, podemos, de fato, escutar nossa sabedoria interna.

A vida está disponível para nela desdobrarmos e usarmos todo nosso potencial. Dessa forma nos estabelecemos no mundo e participamos dele. Dessa forma co-criamos o mundo.

Mas, como vivemos correndo, não é surpreendente que não consigamos escutar a voz de nosso interior…nossa verdadeira voz. Ouvimos apenas…alguns ecos…

Mas, entendendo que minha vida é minha criação exclusiva, e querendo “ir com tudo” nessa criação, sem nenhuma hesitação, espalhei por todos aqueles cantinhos da mala muitos momentos de silencio.

Sexta Lição: Entrega: Solte as expectativas.

“Deixe – realmente – entrar a vida, a energia da renovação”.

Expectativas são pontos fixos, por isso são pontos de resistência . Ken disse que “entrega significa não oferecer resistência”. Solte o controle e flua abraçando o que chegar até você, e “dance com a vida, enquanto a vida dança em você”.

Estive refletindo porque todo mundo quer tirar um tempo sabático. Até eu já andei analisando a possibilidade. Arrisco dizer que parte disso é devido a estarmos cansados de correr atrás de nossas próprias expectativas e do esforço de querer corresponder as expectativas de outros.

Assim sendo puxei lá do fundinho da mala a expectativa que já estava lá toda dobradinha. Tirei fora a danada que gosta de se meter em tudo. Disse-lhe: “Nada disso, você não vai não”.

Sétima Lição: Impermanência: Enfrente seus medos.

Significa que tudo que tem existência é impermanente, e por isso está sujeito a mudanças. Tudo surge, permanece e desaparece, inclusive nós. Tudo é vazio de existência definitiva sem alteração.

Como Ken analisa, o oposto da impermanência é a estagnação. Ninguém quer ficar estagnado, mas como temos medo das mudanças que trazem perdas, alterações, subtrações, não queremos pensar em impermanência. Concordamos em falar sobre renovação ou inovação porque cheiram a novo, a juventude, a vitalidade. Mas, impermanência é um pouco…assustador. Como somos paradoxais! A impermanência está no centro da renovação e da criação!

Mas, pensando no que eu mesma já escrevi: “Deixe para trás o que não serve mais…”, tomei coragem e forcei o medo a saltar fora da mala. Não é fácil…ele resiste e volta a se instalar num canto escondido. O danado é tinhoso! É preciso encarar ele de frente, de peito aberto, sem dar nenhum passo atrás, marcando o território conquistado. Por isso fechei rapidamente a mala e tranquei dando por pronta, uma vez que o bicho é ardiloso e pode voltar.  Sim, pode voltar… mas estarei firme, sem arredar pé do território conquistado. Estou decidida!

Assim, meus amigos, de mala pronta, coloco o pé direito, evidentemente, nesse iluminadíssimo 2013. Sem expectativas…mas estou pronta a ir com tudo!!!!

Berenice Kuenerz

6 thoughts on “PREPARANDO-SE PARA UM NOVO COMEÇO

  1. Berenice querida, so agora tive calma pra ler o texto q vc havia comentado no nosso encontro. Nem tenho o q falar, mas PROFUNDAMENTE INSPIRADOR eh o q ele me traduz! Vou tentar me lembrar destes ensinamentos ao longo de 2013, 2014, 2015….
    Bj carinhoso!

Comments are closed.